terça-feira, 4 de abril de 2017

leve ao amor


Leve, um riso feliz
Me leve pro vale do sol
Penso em ver cachoeira cair,
Tomar conta de mim
Dentro da noite, brisa vai chegar
E em nossas mentes
luzes latentes, uma canção...
Leve, com meu violão
Me leve, mais vale o amor
Nesse seu mundo eu posso dormir
Dispenso até o espelho
Deixo as cores da rua iluminar
E em teus abraços
Lua e laços, uma canção...
Hoje é cinema,
amanhã na estrada,
e depois talvez cuidar dos jardins
Sorrir, rever uns amigos, voltar para casa
e seguir nossa vida
a dois
Leve...
Leve...
Leve...


Deibe Viana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arthur Schopenhauer

"A arte é uma flor nascida no caminho da nossa vida, e se desenvolve para suaviza-la"